quinta-feira, 3 de julho de 2014

Entrevista com Valentina Nogueira

Entrevista com Valentina Nogueira, jornalista e mãe

Blog Super Mãe: Como você entrou em contato com o jornalismo? Com qual idade você teve certeza que queria trabalhar nessa área?

Valentina: Sempre gostei muito de escrever, de criar e de elaborar textos que passem informações e até experiências de vida que vivencio. Durante o colegial participava de todas as feiras de leituras que tinham e os professores gostavam muito da maneira como eu escrevia. Foi aí que escolhi o Jornalismo como profissão. Decidi fazer uma faculdade e fiquei completamente realizada com tudo que aprendi! As experiências foram incríveis e os professores mais ainda.

Blog Super Mãe: Quais dificuldades você enfrenta no jornalismo?

Valentina: Como todos sabem, nunca é fácil ser reconhecido em sua profissão. Comigo não foi diferente: já enfrentei barreiras que quase me fizeram desistir do sonho de ser uma jornalista, mas a vontade de estar sempre escrevendo foi maior. A pior coisa que nós, jornalistas, vemos pela frente, é a desvalorização do trabalho; como se o que nós fazemos fosse algo simples, onde qualquer um está apto a fazer. Lidar com isso é bem complicado e o pior: é bem comum.

Blog Super Mãe: Você já é mãe? Como é ser mãe para você?

Valentina: Sou uma futura mãe, de primeira viagem! E a felicidade não cabe mais em mim... Estou esperando meu primeiro filho: Uma linda princesinha que já tomou conta do meu coração em apenas seis meses. Viver essa experiência é sem dúvida alguma a melhor sensação do mundo! É um momento único e nada me abala agora!

Blog Super Mãe: Você consegue conciliar os papéis de mulher, mãe e jornalista? Conte para nossos leitores quais são os prazeres e desprazeres dessa tarefa.

Valentina: Como sou “nova” no assunto “mãe” (risos) está sendo um desafio a mais para eu conciliar tudo isso. Quem já foi mãe sabe que os primeiros meses de gestação são bem difíceis! É dor pra lá, enjoo pra cá... Mas me sinto bem forte por estar esperando a grande razão do meu viver: minha filha mais amada!
Isso me motiva cada vez mais a conseguir conciliar a vida pessoal com a profissional, afinal agora tenho uma menininha para sustentar e o que eu mais quero é que ela sinta tudo isso que estou fazendo por ela. O bom é que grande parte dos trabalhos que tenho para fazer são feitos pelo computador, então consigo trabalhar em casa mesmo, o que super me ajuda!

Blog Super Mãe: Você encontra preconceitos por ser mulher ou ser mãe na sua profissão? Alguma porta já se fechou para você?

Valentina: Sim! Em pleno século XXI é impressionante ver que ainda exista esse preconceito com mulheres exercerem certas profissões. Como disse, é bem comum me deparar com situações como esta: muitas portas já se fecharam para mim por conta desse pré-conceito machista que a sociedade ainda tem. Isso é algo que me desmotiva muito!!! Mas estamos aí, firme e forte atrás dos sonhos!

Blog Super Mãe: O que você diria para as mães que não acreditam que podemos ser mulheres e mães bens sucedidas ao mesmo tempo?

Valentina: Mulheres, queridas mulheres... Como somos fortes, não é mesmo? Não se deixem levar por opiniões bobas e sem fundamento. Quem disse que não podemos ser mulheres e mães e, além disso, sermos muito bem sucedidas?! Essa é a maior bobagem que ouvimos por aí. Conquistamos tanta coisa... Mostramos para mundo que temos a força de um homem e que conseguimos conciliar família com trabalho muito melhor do que eles. Não é a toa que já foi comprovado que amadurecemos bem antes... Já chegamos até à presidência, já queimamos sutiãs em protesto, então porque não acreditar que podemos unir trabalho com família? Continuemos seguindo, queridas!!!

Blog Super Mãe: Você teria algo mais a dizer para os nossos leitores?


Valentina: Nunca se deixem abalar! Lembrem-se sempre que tem alguém torcendo por vocês! Alguém que precisa de vocês fortes a cada dia. Por isso sigam firme, continuem brilhando e mostrando para o mundo o quanto são capazes de fazer a diferença!

Nenhum comentário:

Postar um comentário