quarta-feira, 13 de julho de 2016

Divórcio: problema ou solução

Muitas de nós passamos por problemas em nossas relações. Problemas pequenos como a toalha molhada encima da cama, até problemas sérios como traição, falta de respeito ou mesmo agressão física. Mesmo diante de problemas sérios em nossas relações acabamos titubeando em pensar no divórcio, e nossos filhos acabam sendo um motivo relevante que nos leva a não dar este passo.

Mesmo hoje em dia sendo relativamente comum o divórcio algumas de nós ainda tem o desejo de ver seus filhos com pais casados e felizes. Contudo, este resultado, este final feliz nem sempre está em nossas mãos. Por esta razão, infelizmente, precisamos estar preparados para um casamento que não seja eterno. 

De forma alguma casamos, ou simplesmente nos juntamos e formamos uma família pensando no divórcio, na separação. Este nunca é o nosso desejo quando damos este passo tão significativo em nossas vidas, mas é uma realidade que não podemos negar. Diante de um casamento com problemas, e principalmente quando nossos filhos sofrem ou são impactados pelos problemas que não conseguimos resolver, é preciso cogitar ou mesmo concretizar o divórcio.

Sem dúvida precisamos pensar na melhor forma de conduzir um divórcio, tanto pela história que construímos com o nosso parceiro como pelo fato dele ser parte importante na vida de nosso filho. Tentar ao máximo construir um diálogo saudável para que possamos respeitar as necessidades e os sentimentos do pequeno, evidenciando que o divórcio não é responsabilidade dele.

Nunca é fácil quebrar uma expectativa, encarar o fim de um sonho... Mas precisamos ter coragem e maturidade para preservar a nós mesmas e a saúde física, mental e emocional da criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário