quarta-feira, 26 de abril de 2017

Sugestão Super Mãe: Nutrição na infância: afinal, como estimular as crianças a comer bem?


Desenvolver o paladar das crianças pode ser considerado um desafio para grande parte dos pais e/ou responsáveis. Um dos pontos que dificulta a introdução de alimentos com valor nutricional, como legumes, verduras e frutas, é o exemplo dado pelos próprios adultos.
De acordo com médico Dr. Barakat, que é diretor do Instituto Dr. Barakat de Medicina Integrativa, na infância os pequenos se baseiam não apenas no que os pais falam, mas nas atitudes deles. Então, se observam que os adultos não ingerem determinados alimentos e consomem produtos como refrigerantes durante as refeições, dificilmente seus filhos, netos e sobrinhos vão aceitar comidas “de verdade”.
Há crianças que possuem o paladar acostumado com doces e outras guloseimas e qualquer alimento diferente disso não é aceito. “Cada docinho dado é um passo a mais para desenvolver doenças como obesidade infantil, diabetes, hipertensão, entre outras, ao longo da vida”.
Para muitos pais e responsáveis, comer com qualidade mesmo fora de casa já faz parte da rotina. Mas, há aqueles que estão começando a ressignificar a relação que tem com alimento e, consequentemente, introduzindo estes novos valores às suas crianças gradativamente.
A estratégia, conforme sugere o Dr. Barakat, é incluir a criança no processo de escolha dos alimentos, não simplesmente “colocar a comida no prato e fazê-los comer”.  “Temos de buscar meios de conectar a criança a estes valores, numa linguagem que elas entendam, assimilem e levem na mochila, aonde elas forem”. O médico complementa ainda que é preciso acabar com a ideia de que comer apenas “este ou aquele legume”, que “roer uma cenoura” é a única forma de ser saudável.
A recomendação é: comece trocando os alimentos que eles já estavam acostumados a consumir, por opções saudáveis. Uma boa tática é começar pela lancheira. Prefira lanches naturais e frutas aos biscoitos e refrigerantes de latinha. Lanches na bisnaguinha podem ir sendo modificados por pão integral com recheios que fujam do patê industrializado e dos famosos cremes de avelã que tanto viciam o paladar infantil. Você pode fazer patês de atum em casa, de frango desfiado, tomates e outros recheios. A mesma coisa para as bebidas! Em lugar de mini refris, suquinhos em lata etc., que tal fazer sucos naturais?
Estas e muitas outras dicas para educar e desenvolver hábitos sadios com base numa alimentação saudável desde a infância fazem parte do livro Pilares para uma vida saudável – publicado pela Editora Pandorga – de autoria do Dr. Mohamad Barakat. “Os hábitos saudáveis da vida adulta são reflexos de uma educação alimentar infantil. Caso contrário, teremos um adulto de paladar infantil – que torce o nariz para qualquer verde no prato”, conclui o Dr. Barakat.
SOBRE O AUTOR DR. MOHAMAD BARAKAT atua há mais de três décadas no campo da saúde. Fundador do Instituto Dr. Barakat de Medicina Integrativa, tem como bandeiras alimentação e intestino saudável; prática de exercícios físicos; qualidade do sono e controle do estresse; e o equilíbrio do corpo, mente e espírito, os Quatro Pilares que são a base de sustentação de todo o seu trabalho. Com um olhar holístico e biopsicossocial sobre o ser humano, Dr. Barakat é reconhecido por defender veementemente o conceito de comida de verdade, ou seja, uma alimentação isenta de industrializados, embutidos, conservantes, corantes e tantos outros artifícios utilizados atualmente, os quais considera nocivos à saúde do organismo.


Pilares para uma vida saudável
Dr. Mohamad Barakat
Formato: 16X23cm
Páginas: 240
ISBN: 978-85-8442-176-3
Assuntos: Vida saudável, Emagrecimento, Saúde, Nutrição
Preço: R$ 39,90

O Blog Super Mãe recomenda a leitura deste livro!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário