quarta-feira, 7 de junho de 2017

Entrevista: psicólogo Victor Nicolino Faria - Parte 2

Victor Nicolino Faria é psicólogo clinico graduado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), sendo Bacharel em Psicologia pela mesma instituição.


Telefone: (11) 99623-6496


Blog Super Mãe: Por que as pessoas se negam a ver certos aspectos tristes da nossa realidade?

Victor Nicolino Faria: Na minha compreensão é um mecanismo de defesa do ser humano. Diante de um conteúdo que pode perturbar minha paz interior, ou mesmo meus conceitos, eu me nego consciente ou inconscientemente a aceitar que eles existem. Em outras palavras o ser humano muitas vezes se nega a ver o que vai lhe causar sofrimento, como por exemplo uma traição, a finitude da vida, o suicídio entre os jovens.


Blog Super Mãe: É comum os pais se negarem a ver a realidade dos jovens?

Victor Nicolino Faria: Sim, porque temas como drogas, sexo, depressão, suicídio e bebidas alcoólicas são subestimado pelos pais. Eles acreditam que nunca acontecerá com seu filho, porque ele é x, y ou z. Na verdade todo e qualquer jovem está exposto a diversos males, assim como os adultos. Enquanto pais precisamos estar atentos a realidade que nos cerca, para poder entender melhor nossos filhos e poder ajudar caso eles precisem.


Blog Super Mãe: A omissão é um grande problema?

Victor Nicolino Faria: Sem a menor dúvida! A omissão é o pior problema que enfrentamos atualmente em nossa sociedade, em diferentes aspectos. Analisando a omissão de alguns pais podemos ver o crime que eles cometem na vida de seus filhos, pois a atuação dos adultos na vida de uma criança é fundamental, modeladora da maneira como essa criança olhará e lidará com o mundo. Trate seu filho com desleixo, omissão, e verá um ser humano carregando estas marcas durante a sua vida.


Blog Super Mãe: O que homens e mulheres precisam para serem bons pais e lidarem com questões delicadas da nossa sociedade?

Victor Nicolino Faria: Estarem preparados para amadurecer, encarando a vida de olhos abertos. No momento que nos tornamos responsáveis por um ser vivo precisamos zelar pelo seu bem estar físico, mental e social. Para tanto necessitamos encarar nossos medos, limitações e agir no sentido de educar a criança para a vida real.

Nenhum comentário:

Postar um comentário