quarta-feira, 4 de abril de 2018

Entrevista: Qual é o seu papel na vida escolar dos seus filhos?


Elementos que influenciam na vida escolar dos filhos que poderiam ser evitados pelos pais

O ano letivo escolar começou e alguns pais já estão ansiosos prevendo o que vai acontecer no final do ano. Apesar das aulas mal terem iniciado, há responsáveis que já estão preocupados com o desempenho escolar dos filhos. Não é que os pais não devam ficar atentos, mas ao invés de ficar pressupondo o que pode ou não acontecer na vida escolar do filho, é preciso oferecer condições para que as previsões catastróficas não se realizem.
Neste sentido, é importante que os responsáveis compreendam qual é seu papel na vida escolar dos filhos. Mas que papel é esse? Para a coach familiar, Valeria Ribeiro, a família deve se preocupar com a gestão da criança na escola. "O primeiro é com relação a matricula, seguido de levar seu filho ou filha à escola com o mínimo de ausências possíveis nas aulas. Também vale lembrar que chegar no horário faz parte da responsabilidade dos pais."
A coach recomenda, também, a necessidade de atividades extracurriculares e a organização delas na vida da criança. "Outra questão importante é estabelecer uma rotina de atividades para essa criança. Além da escola, ela faz alguma outra atividade extracurricular? Se sim, isso deve estar claro não somente para os pais, mas também para a pessoa que cuida da criança. Além disso, deixar, dentro do possível, essa rotina em um local visível para todos. Que tal a porta da geladeira da casa?", assim afirma.
Mas o exagero das atividades ao longo do dia pode ser prejudicial para a saúde da criança. Muitos são os casos de jovens sofrendo de ansiedade e depressão por conta das diversas atividades feitas ao longo do dia. Valeria Ribeiro recomenda e explica a situação, "essas atividades todas não devem sobrecarregar o dia de uma criança. Ela precisa de tempo livre para não fazer nada ou fazer o que quiser. Isso é importante. Atualmente, as crianças estão sofrendo de estresse e depressão pelo excesso de atividades que realizam durante o dia, pois elas estão com agenda como se fossem adultas. Com o passar do tempo, há crianças que não querem mais fazer nada, já que tudo se tornou uma obrigação."
Outro papel importante é sobre as tarefas escolares, elas devem ser feitas pelas crianças e não pelos pais. Cabe aos pais propiciar o lugar adequado, estabelecer o horário e os materiais necessários para a realização pelo filho. Caso a criança esteja fazendo certo ou errado, não cabe aos pais corrigirem e sim ao professor, pois assim esse pode saber quais são as dificuldades e ajudar quando necessário.
"Claro que os pais sempre buscam o melhor para seus filhos, querem que eles sejam felizes e tenham sucesso na vida, mas não é enchendo o dia de uma criança com atividades que fará com que eles se tornem melhores no futuro. Ensinar disciplina de maneira equilibrada é mais útil do que simplesmente obrigar a criança fazer um caminhão de atividades, no qual ao final do dia ela estará exausta, indo para casa somente para dormir. Isso não ajuda ela a reconhecer o espaço em que vive como sua casa, bem como, a convivência com os pais fica limitada," comenta a coach.
Como dica final, Valéria reforça a importância da boa organização dos pais com relação a vida os filhos e a necessidade de escolher bem as atividades."Pensem bem antes de encher a agenda de seu filho de atividades, isso pode ser um tiro no pé no futuro."
Serviço: Valeria Ribeiro
Coach Familiar, especializada em Psicologia e Desenvolvimento Humano
(12) 99121-9615

Nenhum comentário:

Postar um comentário