quarta-feira, 4 de julho de 2018

Entrevista: A difícil escolha dos pais na hora de deixar os filhos quando saem para trabalhar


A psicóloga e educadora emocional avalia as alternativas que muitas vezes deixam mamãe e papai sem saber como agir.
Ah! O nascimento do bebê enche os lares de alegria, especialmente pelo tempo junto ao recém chegado. Porém, um dilema acompanha a grande maioria dos pais desde antes da chegada da criança: "Onde ela vai ficar enquanto eu trabalho?".
Denise Franco é psicóloga e educadora emocional responde essa "dúvida cruel". Segundo a profissional, ela ressalta que "essa decisão não pode ser unilateral". "Conversar em família e encontrar a opção que traga mais conforto a todos os envolvidos é sempre a mais sensata", afirma. E complementa: "A decisão em conjunto é importante, inclusive para diminuir as culpas dessa transição para os pais".
Na opinião de Denise, "algumas vezes alguém com vínculo de confiança familiar é uma boa opção, mas nem sempre essa realidade torna-se possível". Quanto à decisão de deixar a criança na creche ou na escola, para a educadora emocional, "deve seguir os mesmos parâmetros, sempre alinhados com a filosofia de educação da família, e por isso a escolha do centro educacional também é importante".
Hoje é normal que tanto o pai quanto a mãe trabalhem fora, até mesmo para que o sustento da família seja garantido. Porém, seja qual for a decisão, a mais sábia será sempre a que agradar a todos os envolvidos.
Sob o ponto de vista psicológico com relação à melhor opção para a criança, Denise afirmar ser relativo. Por outro lado, destaca a necessidade de que sejam construídos vínculos entre pais e filhos. "Se os pais não podem oferecer o dia todo ao lado dos filhos, que ofereçam um tempo de qualidade ao lado deles, sentando à mesa do jantar, brincando no chão e contando histórias", ela destaca.
Para Denise Franco, "é importante que os pais reflitam sobre a necessidade de viver o momento presente com seus filhos". "No futuro, nada vai compensar a frustração de não ter construído laços de amor, respeito e cumplicidade, e esses laços são construídos na infância", alerta.

Denise Franco de Souza é natural de São Paulo. Psicóloga e Consultora em Inteligência Emocional, formou-se em Psicologia pela UNIBAN (1999). É pós-graduada em Psicopedagogia pelo Instituto Sedes Sapientiae. Também tem formação em Terapia Cognitiva Comportamental pelo CETCC, e em Biofeedback Cardíaco e Educação Emocional pela UNIFESP. Idealizadora do projeto Cultivando Equilíbrio, ela divide o tempo de trabalho com seu consultório e realizando consultorias em escolas, cursos online, oferecendo formação a educadores e mentoria para psicólogos em inteligência emocional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário