domingo, 3 de maio de 2020

Para amenizar impactos da quarentena, Colégio Poliedro cria projeto para estimular ações solidárias entre alunos e a população


Iniciativa estimula alunos do Ensino Médio a realizarem atividades como contação de histórias para crianças, a escuta empática de idosos e aulas de reforço para estudantes da rede pública de ensino

Diante do isolamento social decorrente da pandemia do COVID-19 e dos potenciais impactos emocionais que este evento pode acarretar, o Colégio Poliedro, um dos mais reconhecidos do País, criou o Projeto Empatia Virtual em suas unidades de Campinas e de São José dos Campos para estimular a solidariedade entre seus alunos do Ensino Médio e a população local.  
  
Por meio da tecnologia, a iniciativa tem como objetivo incentivar atividades voluntárias que contribuam com o próximo e que possam ser realizadas remotamente, sem expor os alunos e a comunidade aos riscos de contágio. Até o momento, mais de 130 alunos da rede já se voluntariaram para fazer parte desta corrente do bem. 
  
Entre as ações que podem ser realizadas estão a contação de histórias para crianças; a escuta empática de idosos; e aulas de reforço para estudantes da rede pública de ensino que estejam com dificuldades e sintam a necessidade de revisar tópicos dominados pelos voluntários.  
  
As atividades do Projeto Empatia Virtual se iniciam no dia 27 e levam em consideração a disponibilidade de datas e horários dos participantes. Todas as atividades serão realizadas por uma plataforma de vídeo conferência e terão monitoramento de equipes pedagógicas do Poliedro.  
  
De acordo com Andrea Godinho, coordenadora do Ensino Médio do Colégio Poliedro São José dos Campos, "Em meio a este momento de combate à pandemia de coronavírus, uma das nossas armas mais fortes é a solidariedade. Assumir uma postura empática é essencial para enfrentarmos juntos uma situação tão delicada. Temos certeza de que as atividades ampliarão horizontes dos alunos e serão muito gratificantes. Para os participantes, esperamos que a iniciativa os ajude a amenizar os impactos do isolamento social".  
  
Para Thaís Ribeiro, coordenadora do Ensino Médio do Colégio Poliedro Campinas, "O projeto é uma iniciativa para apoiar a comunidade ao permitir que tenha acesso a atividades e contato com pessoas novas no seu dia a dia, algo tão importante nesse período de restrição social. Ao mesmo tempo, nossos alunos também se beneficiarão dessa interação, é uma oportunidade para conhecerem novas pessoas, histórias e realidades. A escuta ativa e a interação social são formas eficientes de apoio, além de promover o senso de coletivo mesmo em meio ao distanciamento que estamos enfrentando".

Segundo Loreta Rodrigues, aluna da terceira série do Ensino Médio da unidade São José dos Campos e voluntária da iniciativa, a oportunidade de colaborar é gratificante. “Conseguir fazer pelo menos um pouco para ajudar as pessoas que estão tendo um atraso nos estudos, poder contar histórias para que crianças que não podem sair de casa e estão sem opções de lazer e poder ouvir idosos, que passam por um momento de insegurança e têm seus receios, é muito importante para nós, voluntários, e também para quem vamos ajudar. Espero que seja uma experiência engrandecedora para ambos os lados".

Mais informações: colegiopoliedro.com.br/empatiavirtual.  


Sobre o Colégio Poliedro  
Com sedes em São José dos Campos, São Paulo e Campinas, o Colégio Poliedro trabalha dia a dia com a missão de formar e transformar jovens do Ensino Fundamental - Anos Finais e do Ensino Médio em cidadãos atuantes, protagonistas e conscientes de seu papel e de sua responsabilidade na sociedade. Para enfrentar o desafio de educar, o Colégio tem como proposta de formação a valorização do conhecimento em um ambiente estimulante, onde se destacam a dedicação, a autonomia e a tecnologia.  Para saber mais a respeito do Colégio Poliedro, acesse: www.colegiopoliedro.com.br.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário