quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Tempo de readequar intervenções pedagógicas e administrativas, por meio da utilização de recursos digitais

Grupo SM oferece ecossistema para aulas remotas nas escolas

A pandemia tem provocado um grande movimento entre as instituições escolares, no sentido de ampliarem ou - como na maior parte dos casos - readequarem suas intervenções pedagógicas e administrativas, com a utilização de recursos digitais. É o que garante a pedagoga Verena Leal, especialista em gestão educacional e gerente de Desenvolvimento de Negócios da SM Educação. Com a suspensão das atividades presenciais, o impacto reverberou, inclusive, na relação entre gestores, colaboradores, estudantes e seus familiares.

Pensando nisso, a SM Educação criou o ecossistema Educamos, plataforma de aprendizagem digital disponível para todo o Brasil, que permite que educadores, familiares de alunos da Educação Infantil e estudantes do Ensino Fundamental acessem o material didático e outros recursos a distância. O ambiente virtual de aprendizagem também permite que o professor acompanhe as atividades dos alunos de forma remota e administre a sala de aula virtualmente, com lista de presença, avaliações, notas e relatórios de desempenho individuais. O aluno recebe as atividades, realiza suas tarefas e as envia ao professor, tudo no ambiente digital.

"Observamos que ferramentas de gestão da aprendizagem foram alteradas ou postas em prática como nunca antes na história da escola brasileira. E, à gestão desta mesma escola, coube adaptar o uso desses recursos diante de tantas incertezas e necessidade de tomada de decisões de forma assertiva e colaborativa", avalia Verena.

Por meio do ecossistema criado pela SM Educação, a gestão escolar flui com operações diárias mais eficientes, como: gerir matrículas e carga horária, organizar documentos, acompanhar a cobrança de mensalidades, emitir relatórios de avaliação de alunos, e manter a comunicação entre professores, estudantes e famílias por meio de aplicativos e ferramentas online. A SM possui também parceria com a Microsoft para oferecer à escola uma comunicação unificada entre a comunidade escolar, combinando envio de mensagens, bate-papo e reuniões por videoconferência.

Assim, o uso das plataformas digitais vem colaborando para uma maior assertividade no ensino durante o isolamento social e ganhou fôlego desde o início da pandemia no país. Em agosto, o Educamos teve um crescimento expressivo de 432%, comparado ao mesmo período no ano passado.

De um lado, muitos profissionais necessitam de amplo apoio da escola e de seus parceiros, no sentido de arregimentar possibilidades de formação e acompanhamento remoto das ações que planejam e conduzem. De outro, familiares e alunos também precisam adequar suas rotinas domésticas em detrimento da continuidade dos estudos, agora em contexto e intensidade diferentes.

Considerando o papel social da escola e a importância de sua atuação nas comunidades, professores e equipes gestoras educacionais vêm promovendo amplo processo de readequação curricular. O foco está no atendimento das demandas prioritárias como desenvolvimento da competência leitora e raciocínio lógico-matemático, conforme recomendação do Conselho Nacional de Educação.

"Consideramos absolutamente relevante, no que diz respeito ao desenvolvimento de uma cultura digital, que as escolas considerem as habilidades de seus alunos nas dimensões cognitiva, social e cultural. A SM Educação vem atuando com a intenção de fortalecer a parceria com as escolas, visto que possuímos equipe e ferramentas necessárias à implementação de ações desse porte, visando garantir mais qualidade e equidade na educação brasileira", finaliza a pedagoga Verena Leal.

Sobre o Educamos

Ao colocar a tecnologia a serviço do aprendizado, buscamos transformar a educação. Esta é a aposta principal do Educamos, ecossistema desenvolvido pelo Grupo SM, como uma nova forma de dinamizar a sala de aula por meio do conteúdo digital. O Educamos trabalha ao lado das escolas para dar solução a todas as necessidades do dia a dia no ensino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário